Historia de Tamandaré - Pernambuco - Brasil

Tamandaré, nome de origem indigena que significa repovoador, eram terras selvagens habitadas pelos indios Tupis, dedicados à pesca e a agricultura até que no século XVI foi conquistada pelos portugueses.

Foi um importante centro econômico principalmente pelo cultivo da cana-de-açúcar.

Para se proteger dos ataques dos holandeses, no século XVII foi construido o Forte de Santo Inácio de Loyola .

Alí aconteceram acontecimentos importantes da história de Pernambuco, o Forte foi cenário de muitas batalhas.

No ano 1654, depois de um de mês de serem derrotados os holandeses, voltaram com reforços e conquistaram a região.

Tamandaré pertenecia ao territorio de Una e Rio Formoso, no dia 28 de setembro de 1997 desvinculou-se dele é foi criado o Municipio de Tamandaré.

Os paisagens paradisíacos, monumentos e a riqueza de seus ecossistemas marinhas fazem da pesca e do turismo as principais atividades econômicas do município.

O Município de Tamandaré foi quem deu o nome ao patrono da Marinha Brasileira, marquês de Tamandaré.
Joaquim Marques Lisboa, no ano 1859, numa viagem pelo norte do Brasil, pasando por Tamandaré, pediu ao imperador D. Pedro II para trazer os restos mortais de seu irmão morto no ano 1824 na Confederação do Equador, Manuel Marques Lisboa Pitanga. Os despojos estavam sepultados no cemitério do pequeno porto de Tamandaré.
Pelo gesto, o imperador no ano seguinte deu para ele o título de barão de Tamandaré.

Saiba mais da historia de Tamandaré e do patrono da Marinha Brasileira em:
Tamandaré - Wikipedia - historia
Tamandaré - Wikipedia - Joaquim Marques Lisboa
Tamandaré - Wikipedia - Pedro II do Brasil
Tamandaré - Wikipedia - Confederação do Equador
Tamandaré - Wikipedia - Marinha Brasileira